Repetição é a mãe do aprendizado
08/01/2018
Do loop
12/01/2018

conhecimento e ação

Então vamos começar a estudar para melhorar.

Já posso ouvir o Homer Simpson lamentando

Ahhhh mas eu não gosto de estudaaaar.

Então saia deste blog e vá para o facebook, lá que é bom.


Conhecimento é poder, mas a execução é mais poderosa que o conhecimento.  É o que fazemos que importa. Que adianta saber os 6 números da mega? Tem que apostar.

Quantos grandes mestres de internet e youtube tv tem despontado nos últimos tempos? Tratados de pesca e muito barulho por nada.

É divertido ver um pescador pegar muito mais peixe que o Dr Sabedoria Haliêutica Internética. Enquanto este fica postando selfie no instagram, aquele fica postando a isca no lugar certo na hora certa e pegando peixe.

Na minha visão o princípio número 1 do fly fishing é o arremesso.

O arremesso faz a conexão final, os últimos 12 metros. O pescador viaja 15 mil quilômetros até o Alasca e não consegue mandar uma dry na correntezinha do outro lado do rio…. “ai pq tá ventando, ui ai”. Vento é condição de pesca, quem reclama que não pesca no vento …. os maiores robalos que já embarquei no Paraná foram embaixo de ventos de fazer o minn Motta suar no 10 e não sair do lugar.


  • Como primeiro exercício para finalmente aprender a arremessar fly fishing:

Vídeos do LEFTY KREH e da JOAN WULFF – procure no youtube. E simplesmente IMITE o que eles fazem. Sem ouvir o bla bla bla teórico, só imite o que eles fazem. Um tempinho por dia, pegue o butt da vara e fique em frente ao computador imitando o que estes dois fazem. Só isso. Trinta minutos por dia durante os próximos 12 meses.

Cara, se vc fizer isso vai ter dar a sabedoria inconsciente que precisa para não pensar, só agir, agir igual os verdadeiros mestres da pescaria. Gente que está nessa desde logo depois da segunda guerra mundial – diferente de logo depois do impeachment da Dilma.

Faça isso, compartilhe seus resultados, vamos progredir.

 

 

Thiago Zanetti
Thiago Zanetti
Obrigado por fazer suas compras na Fly Shop Brasil.

2 Comentários

  1. Juliano disse:

    Obrigado pela dica , bem…na verdade é uma aula.

  2. Rick Morais disse:

    TZ, quando comecei a me interessar com o Fly e assistia os videos da Joan Wullf, Mel Kriegger e Lefty Kreh. BAsicamente eu imitava ele….a mesma pegada, o mesmo movimento… muitas vezes eu pegava um pedaço de cabo de vassoura para treinar o movimento… tanto que em 1996 eu tive pela primeira vez nas mãos uma vara de Fly, uma Fenwick Streamer #5 de um amigo. Dei 3 roll casts e já tirei a linha da água e comecei a fazer false casts como se tivesse feito isso em vidas passadas…rsrs… logico que depois quando adquiri meu primeiro conjunto em 2001 comecei a melhorar e até hoje tenho pontos a corrigir.
    Boa dica sobre essa coisa de imitar….funciona muito bem…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *